Como correr mais no futebol? Comece respeitando a sua necessidade de descanso. Depois, lembre-se sempre de aquecer, isso é importante. Mantenha treinos diários, nunca esqueça de que futebol é persistência e disciplina. E fortalece os músculos que te darão estabilidade. São eles que vão evitar as lesões no futuro.

Correr mais e melhor é uma carta na manga em momento que podem determinar todo o futuro de uma partida de futebol. Se você sempre perder naquela aposta de corrida entre atacante e zagueiro, está na hora de virar esse jogo.

Aqui nesse post, vamos mostrar dicas sobre como melhorar a sua performance em campo. Respire fundo, mantenha a calma e anote essas regras de ouro.

Regras de ouro para correr mais no futebol

A preparação física ganhou um grande espaço no planejamento de um time de futebol. O jogo tornou-se mais veloz e os atletas precisam acompanhar o ritmo mais acelerado, com treinamentos específicos.

Se vale para o profissional, também vale para o peladeiro amador. Correr mais (e melhor) influencia e muito no desempenho dentro das quatro linhas. As dicas abaixo vão te ajudar a levar a sua performance para outro patamar. Vamos lá?

1 – Respeite sua necessidade de descanso

Essa é uma das principais regras para correr mais no futebol e alcançar o desempenho desejado na pelada. Uma parte importante durante todo esse processo é, algumas vezes, negligenciada pelo atleta amador: o descanso. Respeitar essa pausa é tão fundamental quanto realizar os exercícios de forma correta na semana.

Quando fazemos exercício físico sofremos o desgaste da carga de treinamento.  É justamente no momento de descanso que nosso corpo faz as adaptações necessárias para suportar essa nova rotina.

A equação aqui é simples: se não der esse tempo para o corpo se recuperar, os exercícios não terão resultados.

Por isso, um planejamento é fundamental para chegar lá. Procure um profissional de Educação Física e coloque seu corpo para funcionar.

2 –  O aquecimento é importante

Aquele “migué” que todo mundo faz antes de começar a partida não conta como aquecimento. É importante prestar atenção e levar esse pré jogo mais a sério.

O aquecimento funciona como um “escudo” para evitar lesões. Além disso:

  • Eleva a temperatura corporal;
  •  Aumenta fluxo sanguíneo e a oxigenação dos músculos;
  • Alonga as articulações.

Enfim, o aquecimento prepara a sua “máquina” para todos as situações dentro do exercício físico. Essa sequência simples de movimentos já fará uma grande diferença no seu desempenho:

Exercício 01 – 4×1 (Bobinho)

Separe o time em grupos de cinco jogadores, quatro ao redor da bola e um no meio. O famoso bobinho. O objetivo é que os de fora mantenham a posse da bola pelo maior tempo possível. Em cada jogada, a pessoa de dentro tenta roubá-la.

Exercício 02 – 3×3

Duas equipes de três jogadores disputam a posse de bola, sempre em movimento. As pessoas precisam deslocar-se constantemente pelo campo. Se a bola ou alguém parar, a equipe perde a posse. O time que conseguir trocar cinco passes sem interrupção marca um ponto.

3- Mantenha treinos diários

Todo mundo que correr mais no futebol mas lembre-se de que a mudança de vida por hábitos saudáveis não é algo que acontece da noite para o dia.

Tudo é um processo e deve ser encarado de forma gradual. Assim, mantenha um diário com suas informações, treinos e alimentação. Use o app Joga para manter um histórico dos seus jogos e acompanhe a sua evolução.

É importante esse acompanhamento. Ninguém conhece o seu corpo melhor do que você mesmo. Com essas anotações em um caderninho ou em um aplicativo, você saberá onde está errando e qual caminho seguir para alcançar os resultados.

Coloque no papel sua rotina, seus objetivos e corra atrás. A trajetória pode ser maçante e difícil no começo, mas certamente, o final será recompensador.

Exercício 04 – Fortaleça os músculos que dão estabilidade

 Talvez você não conheça, mas existe uma região do corpo que é extremamente exigida durante os exercícios: os músculos do core, “o centro de gravidade do nosso corpo”.

Essa região é composta por 20 músculos da região lombar, abdominal e tronco. Também é essa parte que nos dá a estabilidade na hora do exercício físico.

Treinar os mais variados tipos de abdominais é fundamental para os resultados aparecerem e evitar lesões.

Também é importante usar a chuteira adequada

A escolha da chuteira é fundamental para o desempenho dentro de campo. Há uma infinidade de modelos e cores disponíveis.  Priorize o conforto em vez da estética e preste atenção no amortecimento e na palmilha.

Faça um “test drive” da chuteira ainda na loja, experimente vários modelos, certamente um vai se encaixar ao seu pé e ao seu gosto.

Também leve em consideração o local onde você vai jogar. Se, por acaso, for campo escolha cravos mais altos. Assim terá mais aderência.

Já se for society atente-se aos cravos mais baixos.

Às vezes vale a pena investir em uma chuteira mais cara, mais durável, para evitar machucados ou lesões em seu pé. Lembre-se: o barato sai caro.

*

Todo boleiro sabe que correr mais no futebol pode melhorar o seu resultado. Até porque o condicionamento físico é fundamental para quem quer ter um desempenho notável em campo.

Retomando: comece respeitando a sua necessidade de descanso e aqueça sempre. Treine com frequência, você não vai corrar mais da noite para o dia. Fortaleça os músculos que sustentam seu corpo e evite lesões que podem te tirar do jogo. E invista em uma chuteira de qualidade.

Outra coisa que você pode fazer é baixar o aplicativo Joga. Com ele, você tem acesso a informações sobre o seu estilo de jogo, como posicionamento no campo e distância percorrida. Autoconhecimento é tudo e esses dados vão te motivar e oferecer insights estratégicos de como melhorar.

CONHEÇA O APP JOGA