Pessoa que quer levar seu futebol para o outro nível, olá.

Já que você está aqui no post sobre desmarcação, precisa entender algo simples porém complexo: no futebol, existe o tempo e o espaço. Os jogadores, treinadores e técnicos no decorrer da história do futebol sempre divergiram sobre a relação entre essas grandezas.

Vamos explicar melhor.  No futebol europeu, por exemplo, as jogadas e as orientações táticas são criadas em cima do conceito que você precisa controlar os espaços primeiro para depois, em um segundo momento, realizar os movimentos certos  no tempo certo.

Ou seja, para eles, primeiro você domina o espaço para depois, interagir. Para nós, brasileiros, a relação tempo x espaço acontece de outra maneira: é necessário fazer as coisas certas, no tempo certo, para então ter total domínio sobre os espaços.

O futebol brasileiro parte da premissa que talento exige liberdade de expressão e que romper os espaços pré-determinados, buscando as interações e as tabelas rápidas, é a melhor forma de criar controle sobre o tempo. Assim, desperta-se a consciência sobre qual é a hora certa para passar a bola, recebê-la e… praticar a desmarcação.

O que é demarcação no futebol brasileiro?

Correr - Corrida - Futebol

Pois é parça, a nossa concepção de jogo bonito é aglutinar os jogadores no setor da bola, criar associações, infliltrar-se nos espaços vazios, brincar e abusar dos desmarques. Para nós, brasileiro, futebol é querer e ter a bola e deste modo, permitir que outros jogadores possam ir de encontro a pelota e tabelarem com os desmarques.

Por isso que aprender a desmarcar é tão importante para destacar-se na pelada. Mas isso você já sabe, afinal, está jogando bola por aqui faz tempo.

Então é isso ai. Retomando: desmarcar é antecipar-se coordenadamente em uma jogada, procurando a ocupação e ganhando um espaço efetivo anterior ao defensor, para deste jeito, evitar a sua própria marcação.

Dessa maneira, todo o conceito está sedimentado em maximizar a oportunidade e aumentar a possibilidade de ganho de tempo-espaço tanto em benefício próprio quanto para um parceiro. É uma manobra estratégia, com intencionalidade e lógica.

Demarcação não é movimentar-se em campo

Importante esclarecer: a desmarcação é muito mais que apenas movimentar-se em campo, sem intencionalidade e coordenação entre os jogadores. É comum vermos nas equipes do Brasil os movimentos sendo realizados sem entendimento o que acarreta no efeito ao contrário do esperado, roubando o tempo-espaço dos companheiros de equipe.

Quando as equipes movimentam-se muito, sem intenção e não respeitam as interações coordenadas terminam ficando desequilibradas. Já o o desmarque é uma interação coordenada e antecipatória, com a intenção clara de ocupar e ganhar um espaço efetivo antes do defensor, o que evita a sua marcação.

Em suma, a desmarcação consiste em aumentar o ganho de tempo-espaço.

Como executar a desmarcação no futebol

mobiilidade

Em nível coletivo, para a demarcação ser eficaz é necessário que os 11 jogadores dominem esse príncipio técnico e tenham conhecimento sobre como utilizá-lo. Na prática, aqui no Brasil, quando o jogador possui a posse da bola como primeiro homem, normalmente, apresenta dificuldades de dominar tecnicamente o tempo-espaço.  Assim, limitam-se as possibilidades de modificar o contexto do jogo.

Esse mesmo primeiro homem transforma-se no portador da bola e direciona todas as outras jogadas tempo-espaço. Já o segundo homem é o que cria o tempo e espaço em benefício do primeiro, do seu próprio e desmarcando torna-se peça fundamental para continuar a progressão.

Com essa coordenação, surge o terceiro homem e os demais para o jogo. Por isso, afirmamos que para existir uma demarcação perfeita no plano coletivo é necessário que haja fluidez entre o 1,2 e 3 homem atráves de trajetórias diferentes. Apenas desta maneira existe a possibilidade de êxito e a progressão pelo chão.

Como executar a desmarcação individual

Realizar o desmarque e utilizá-lo dentro do campo exige principalmente domínio e trocas de direção e de ritmos. Isso porque o objetivo é variar a intenção e jogar contra o movimento do adversário, tanto em velocidade quanto em direção. Dito isso, seguem alguns tipos de desmarcações individuais. Conhecendo mais sobre cada uma delas, você será capaz de executar em campo e arriscar na sua próxima pelada. Vamos lá?

Recepção atrás do rival

Essa desmarcação acontece quando o defensor aproxima-se do atacante e deste modo, ganha as costas com ou sem o movimento anterior. Frisando que o passe deve ser recebido o mais atrás possível da posiçãço que o defensor estiver.

Recepção ao lado do rival

Aqui, o atacante se afasta do central e tenta impedir o movimento transversal do defesa, ganhando tempo e espaço para receber o passe do colega. Essa desmarcação é comum nos contra-ataques e para executá-la é fundamental não se afastar da vertical em direção ao gol justamente para evitar a perda da vantagem criada.

Recepção com corpo perfilado

Essa desmarcação consiste em o jogador descer enquanto vai afastando-se do rival, abrindo espaço para receber o passe e virar-se para enfrentar a próxima ação. É essencial perfilar-se antes de receber e gerar vantagens tanto especiais quanto temporárias. Esse tipo é muito valiosa para oferecer continuidade para a circulação da bola.

Antecipação de recepção

O atacante aproxima-se no defensor para receber adiante e, nesta movimentação, consegue o controle da  bola movendo-se em direção oposta. Para essa desmarcação ser bem executada, o passe precisa ir na  direção do defensor, possibilitando o avanço à frente e a antecipando-se ao movimento.

Recepção atrás do rival com passe aéreo

Nessa demarcação, o atacante e o defensor estão na mesma linha. O primeiro desce e, desta maneira, atrai o                  oponente direto. Depois, com um movimento semicircular amplo, para evitar o  impedimento e ganhar                          tempo para o passe, move as costas. Nesse movimento, o atacante precisa  perfilar-se antes de receber assim, manter a vantagem posicional e enfrentar o objetivo.

 Conclusão

Tudo no futebol consiste em criar tempo e espaço. A co-relação dessas duas grandezas são interpretadas de forma diferente por profissionais vinculados ao esporte, dependendo de uma série de fatores, entre eles, a cultura. Os holandeses, por exemplo, acreditam que você tem que primeiro dominar o espaço para depois, criar tempo.

No Brasil, o futebol é mais irrevente e mais solto, o que inverte a lógica: por aqui, jogo bonito é romper os espaços pré-determinados e criar controle sobre o tempo. Esse é o cenário perfeito para a execução da demarcação, um princípio técnico diferente de simplesmente movimentar-se em campo, sem intenção ou entendimento.

A desmacarção é antecipar-se coordenadamente em uma jogada, procurando a ocupação e ganhar um espaço efetivamente antes do defensor, para deste modo, evitar a sua marcação. É uma jogada coordenada, intencional e estratégica.

No entanto, para executá-la, é necessário que haja equilíbrio e harmonia entre a equipe. Mesmo assim, algumas vezes, pode ser que exista uma vantagem qualitativa pela circunstância que o jogo de futebol proporciona. Pode haver  movimentos precipitados, zonas individualizantes e desta maneira, a vitória acontece. Essa situação acontece com frequência.

Essa é a graça do futebol. Agora, a associação entre passe, coordenação dos jogadores, intenção do desmarque e progressão coletiva aumenta consideravelmnete a qualidade do jogo, tornando a pelada muito mais que movimentos demasiados e sem sentido. Ai que você eleva seu futebol a outro nível.

CONHEÇA O APP JOGA