Parças, se vocês entraram nesse post é porque sabem a diferença que driblar pode trazer ao seu jogo. Afinal, como disse o poeta João Cabral de Mello Neto, “driblar é dar aos pés astúcias de mãos”. Cara sábio. Imagina o que seria do futebol sem o drible? Iria ser, no mínimo, sem graça.

Saber driblar melhor é algo que todo jogador de futebol precisa buscar – constantemente. Se os espaços em campo estão estreitos, se as defesas estão trancafiadas: só o drible salva. Abençoados são aqueles que nascem com o dom natural, da ginga e da cintura solta.

Quando vemos craques como Garrincha, Ronaldinho Gaúcho ou Neymar Jr.  fica evidente de que não existem limites para a criatividade tratando-se de drible. No entanto, nós, pobre mortais, temos que treinar muito para aprender a dar um bom drible.

Mas é possível. O fundamental é ter controle e domínio da bola, já que conseguir carregá-la pelo campo é o que possibilita a realização de bons passes e finalizações. Aqui nesse post, vamos oferecer dicas simples e práticas que podem fazer a diferença na hora de aprender a driblar.

Dribles no futebol: aprenda com os melhores

Todo mundo sabe que drible é improviso, irreverência, desconcerto… Lembra que falamos lá em cima que existem pessoas abençoadas que nascem sabendo como driblar? Pois é, por isso, a primeira dica é extraia o máximo desses gênios.

Aprender algumas técnicas de drible é importante observar quem manja. É fundamental assistir os vídeos dos jogadores profissionais carregando e fazendo jogadas com a bola.

Vejam como eles fazem e tente copiar. Analise com eles se portam em campo. Observe como manter a cabeça erguida para não trombar com outro jogador ajuda no desempenho. Avalie como fazer um passe para outro com a  parte externa do pé ajuda.

Ou ainda como é importante executar bem os fundamentos de domínio de bola com ambos os pés. Um ponto fundamental: antes de driblar mais rápido, observe se existe alguém para dar um passe.  É comum as pessoas acharem que é necessário driblar sempre.

No entanto, vale a pena ressaltar que dribles são bons recursos para algumas ocasiões com a função de criar oportunidades de passe e chute. Para te inspirar, separamos um vídeo com os melhores dribles em 2019.

Dribles no futebol: vamos as vias de fato

Dito isso, vamos mostrar algumas dicas e orientações para aquela caneta ou rolinho sair com mais frequência. Também para que você consiga entortar seus adversários e, claro, tirar aquela onda na resenha pós jogo. Bora?

1. Abrace sua solidão

Para melhorar o seu drible, você precisa preparar-se e acostumar seu corpo para fazer movimentos que nem sempre está apto a fazer. É uma trajetória solitária mas é o caminho. Lembre-se de que seu cérebro pensa de uma maneira, mas, seu corpo definitivamente pensa de outro.

Aproveite o isolamento social e assista algumas aulas no YouTube, com exercícios para iniciantes que servem para qualquer nível de drible e até as que mostram movimentos mais complexos. São situações de jogo que requerem resposta ágil e tomada de decisão rápida.

Treinar sozinho é excelente para colocar em prática todos os ensinamentos que você adquiriu e o melhor, no seu tempo, da sua maneira. Não se sinta mal: os maiores craques do futebol também treinaram dribles no futebol contra um zagueirão imaginário.

3. Mantenha o controle sobre a bola

benefícios da embaixadinha

Uma das partes fundamentais do drible é ter controle e domínio da bola,  uma vez que conseguir carregá-la pelo campo oferece ao jogador a oportunidade de fazer bons passes e finalizações. Para melhorar essa técnica, tente os exercícios abaixo:

Toque levemente na bola com o pé, assim, você perde um pouco a velocidade e tem mais controle a medida em que se acostuma com o contato.

Use a ponta do pé para conduzir a bola enquanto corre. Para carregar ou invadir o campo de ataque com a bola, é necessário mudá-la de pé, utilizando a parte interna dos mesmos.

4. Treine fundamentos

Aprender a driblar melhor envolve aperfeiçoar a sua técnica para depois, melhorar a velocidade. Se você acha que vamos mostrar um caminho mágico, temos uma péssima notícia. Não tem jeito, futebol é treino. Para aprender a driblar, você precisa essencialmente treinar os fundamentos. Para isso:

Carregue a bola num campo: treine em um campo grande, onde você poderá treinar piques à medida em que aperfeiçoa o controle de bola utilizando a ponta do pé. Isso também serve na hora de tocar levemente na bola.

Treine o controle de bola em alta velocidade: nesse item, a ideia é carregar a “pelota” correndo, mas sempre sem perder o controle.

Carregue a bola através de cones: coloque cinco cones, com distância de mais ou menos 90 cm ou ainda com um pé. Lembre-se de fazer o movimento “zigue-zague” – principalmente por entre eles.

Treine passar pelos cones utilizando ambos os pés: fazê-lo exige o uso da parte interna do peito dos dois pés.

5. Repita. Muitas vezes.

cobertura defensiva

Tenha disciplina, interligue todos os treinos, use sua criatividade e crie a sua própria versão. Mas no final é isso: você vai ter que repetir muitas vezes.  Aquele velho ditado que diz “a prática leva à perfeição”, aqui vale em dobro. Não há recompensa sem trabalho, sem suor, sem repetição.

Além disso, apenas repetindo várias vezes os exercícios é que você aumenta sua confiança, encoraja a tentar algo novo e a ousar na frente do zagueiro. Comece a trabalhar movimentos simples e vá construindo aos poucos a sua moral.

Com o passar do tempo, arrisque outras jogadas e dribles mais complexos. Vá com calma, não tenha pressa e acredite no seu potencial. Já está comprovado que a confiança alavanca resultados e pode fazer seu futebol deslanchar. Com as repetições, você vai entornar seus adversários, brilhar na sua pelada e fazer verdadeiras mágicas com os pés.

Dribles no futebol: retomando

Para finalizar, vamos retomar algumas dicas que vimos aqui. Lembre-se sempre: um bom passe sempre é melhor opção do que tentar driblar o adversário. Algumas pessoas acham que é necessário driblar sempre, mas vale a pena ressaltar que os dribles são bons recursos para algumas ocasiões com a função de criar oportunidades de passe e chute.

Treine e execute bem os fundamentos de domínio de bola com ambos os pés. Saia da zona de conforto e use o seu pé não dominante. Isso é bom para aumentar o controle da bola.

E, por último, não tenha pressa: primeiro trabalhe em aperfeiçoar sua técnica, e depois melhore sua velocidade. Você vai melhorar cada vez que repetir o processo.

Para finalizar, vale lembrar que para driblar melhor é fundamental desenvolver sua consciência corporal. Não saber nada sobre como é seu real desempenho no jogo afeta a qualidade da sua partida.

Pense em como você poderia melhorar sabendo qual foi a sua distância percorrida, a consistência tática, o desgaste e o ritmo durante o jogo?  Ter consciência dessas informações, além de motivar, podem te levar a alcançar excelentes resultados físicos e táticos. Melhorar o seu drible pode ser uma delas.

O Joga é sua comissão técnica. Entregamos sua avaliação de desempenho no campo, na quadra ou no society. Agora você conta com um monitoramento ainda mais completo usando seu smartwatch, wearable ou relógio. Baixe agora a versão gratuita! 

CONHEÇA O APP JOGA