Vamos mostrar aqui no blog da Joga como fazer embaixadinha. Por que? Bom, primeiro é um excelente exercício para melhorar a coordenação motora, treinar o equilíbrio e exercitar o controle sobre a bola.

Segundo, porque dar aqueles sucessivos toques na bola, com os pés, com a coxa, os ombros ou com a cabeça – sem que caia no chão – é muito divertido. Não é a toa que as embaixadas são super presentes no free style. 

Como fazer embaixadinha é um pensamento que todo jogador tem que manter. Afinal, é clássico do futebol e quem é boleiro de verdade, precisa saber como executar pelo menos meia dúzia delas.

E ainda dá para usar no futvôlei, um outro esporte bem interessante de praticar.

Por isso, aqui nesse post, separamos cinco passos rápidos para você começar a esboçar as suas primeiras embaixadinhas. Como sempre dissemos, futebol é essencialmente treino.  Pratique sempre e note melhorias diariamente.

E não podemos deixar de relembrar de que o acompanhamento real e confiável de como foi o seu desempenho durante o jogo é importante para conhecer seus limites e explorar todo o potencial do seu corpo.

Esse pode ser um fator determinante e motivador para você encontrar a força necessária para jogar futebol. O app da Joga está ai para isso, é gratuito e está disponível tanto para Android quanto para iOS.

Como fazer embaixadinha?

futebol e tecnologia

#Passo 01: Treine todos os dias

Como dissemos acima, futebol é prática. Então coloque na sua cabeça de que você vai precisar treinar todos os dias para dominar verdadeiramente a bola e aprender a fazer as suas embaixadinhas.

Não desanime: dia após dia você vai melhorar um pouquinho e, enfim, vai conseguir. A dedicação é importantísisma no futebol e com as nossas queridas embaixadinhas não poderia ser diferente.

#Passo 02: Segure a bola na frente do corpo

Uma boa forma de começar na arte de como fazer embaixadinha é começar com a bola nas mãos. Por isso, segure a bola na frente do seu corpo, na altura do peito, E solte-a no chão e deixe pingar.

Quando ela estiver retornando desse quique, chute novamente com seu pé dominante. O chute deve ser feito em um ângulo um pouco para cima, atigindo a parte dos cadarços da chuteira. Tente bater com força suficiente para atingir a altura do peito.

#Passo 03: Deixe os joelhos levemente dobrados

Para manter a estabilidade e equílibrio da bola, é importante é deixar os joelhos levemente dobrados. E ficar sempre de olho na bola. O segredo de ‘como fazer embaixadinhase é sempre reforçar o equílibrio.

Entre cada toque da bola, reequilibre-se para manter o controle em cada uma das manobras.  Assim, tente sempre esquilibrá-la com os dedos do pés, para depois, realizar movimentos rápidos.

#Passo 04: Atinja a altura da sua barriga

O objetivo é conseguir atingir a altura da sua barriga. Por isso, treine. A dica aqui é evitar inclinar-se ou ainda esticar o pé para conseguir alcançar a bola. Lembre-se de fazer o mesmo com o outro pé – o que pode ser díficil no começo mas muito necessário. Não desista!

#Passo 05: Aumente o número de forma gradual

Vá aumentando o número sequencial de embaixadinhas a medida que for pegando mais intimidade com a bola. Faça contato com mais força para que ela ganhe altura e faça o exercícios repetidas vezes sem que a bola caia no chão. Tente mantê-la sobre controle e concentre-se até sentir confiaça o suficiente para trocar de pé. E continue treinando até conseguir fazer com ambos.

Depois de muito treino, você vai alcançar aquele estágio em que é possível parar a bola no peito do pé. Quando chegar nesse estágio, levante um pouco a ponta do pé enquanto a bola estiver caindo e amortecendo o impacto. Na sequência, segure-a entre a canela e o pé.

*

Pronto! Agora com esses cinco passos básicos, você já está apto a descobrir como fazer embaixadinha e começar a sua carreira como um verdadeiro craque.

E se você gosta de tecnologia e tem interesse em ferramentas para melhorar o desempenho no esporte, aproveite e baixe o app Joga.

Com as estatísticas em mãos, é possível descobrir sobre sua velocidade média, principais arrancadas, acompanhar seu mapa de calor, descobrir seu ritmo jogo a jogo e assim buscar treinamentos específicos para as áreas deficientes.

Correr melhor, por exemplo, ou então diminuir o desgaste, são coisas que vão te ajudar muito na hora do jogo. Marcar aquele atacante liso ou então anotar o gol da vitória.  Motive-se e vá além. Quem sabe assim você ainda consegue ser um jogador de futebol? 

Entre no Time Joga, baixe aqui o nosso aplicativo e conquiste a sua melhor performance no futebol.

CONHEÇA O APP JOGA