“Manutenção de um corpo na posição normal, sem oscilações ou desvio”. Essa é uma das definições para a palavra ‘equilíbrio’ no dicionário. Outros significados são “Igualdade entre forças opostas”, “Estabilidade mental e emocional”,  “Estado de um sistema em que não ocorrem, nele, modificações de determinado tipo”.

O que o dicionário não mostra é o que o equilíbrio significa dentro da dinâmica de jogo. Além de proteger o gol, esse princípio tático possui papel central em anular as situações de finalização e assegurar a estabilidade defensiva na região de disputa da bola. 

Fora isso, o equilíbrio cobre as linhas de passe, marcando quais potenciais jogadores podem receber a bola. Possui também uma função de recuperar ou afastar a bola da zona onde se encontra. Vamos conversar mais sobre isso. 

Como funciona o equilíbrio no futebol? 

O equilíbrio no futebol é um princípio tático que envolve vários fatores: treinamento, entendimento da lógica do jogo, coesão de equipe e tática. A sua ausência acarreta aumentar as chances do adversário, afinal, se não existir uma equipe organizada, a probabilidade de execução e excelência diminui. 

Na introdução, citamos os significados da palavra equilíbrio no dicionário. Vamos utilizar cada um deles e trazer para dentro da lógica de jogo utilizando exemplos reais. Assim, será mais fácil visualizar como funciona. 

Equilíbrio é a manutenção dum corpo na posição normal, sem oscilações ou desvio

Futebol é uma caixinha de surpresa. Todos concordam de que é um esporte imprevisível, com oscilações ou desvios. No entanto, um time bem organizado acrescenta equilíbrio ao jogo, diminuindo as situações inesperadas e aumentando o controle sobre as ações. 

Não estamos falando sobre mecanizar o jogo e o jogador. Vamos imaginar de que a equipe é um corpo humano, onde cada um dos jogadores é um órgão. Assim como na vida real, se cada parte cumprir com a sua função, o organismo permanece em harmonia. 

Em contrapartida, o desequilíbrio de apenas um jogador pode contribuir para a desestabilização da equipe inteira. No jogo Peru X Dinamarca na Copa do Mundo de 2018, o jogador peruano Christian Ramos fez uma contenção quando, na verdade, a ação mais sugerida seria uma cobertura defensiva – uma vez que o zagueiro estava mais centralizado e melhor posicionado para realizá-la. 

Ao escolher essa jogada, deixou Poulsen livre para abrir o placar para a Dinamarca, desequilibrando a equipe. 

 Igualdade entre forças opostas

O futebol é um esporte de invasão. Isso significa que as duas equipes disputam a bola no mesmo terreno de jogo. O equilíbrio defensivo existe se tiver mais jogadores da sua equipe do que a adversária no setor da bola. 

O significado fala sobre igualdade entre forças opostas, no entanto, no futebol deixar em igualdade numérica deve ser evitado. Em outras palavras, estar em igualdade e/ou desvantagem numérica significa colocar a equipe em risco. Lembre-se de quem tem a bola está na vantagem para ditar as ações. 

 

 

 

 

O jogo México x Alemanha na Copa do Mundo de 2018 exemplifica bem como a igualdade numérica pode ser perigosa. A Seleção Mexicana teve quatro chances perigosas durante o jogo pelo fato da Alemanha deixar “de mano” na defesa. Uma delas resultou no gol da vitória. 

Estabilidade mental e emocional 

Quais são os momentos mais fáceis de encontrar um desequilíbrio defensivo?  Se observarmos, normalmente, a equipe perde em situações de fragilidade, quando se expõem ou oferecem espaço para o outro time. 

É comum que sejam momentos em finais de partida, onde existe não apenas fadiga física como também mental. 

Estado de um sistema em que não ocorrem, nele, modificações de determinado tipo 

É impossível não haver modificações em um sistema durante o jogo. Porém, é na fase defensiva possibilita a realização de tarefas simples, apesar de todos os acontecimentos do jogo. Alguns exemplos são:

  • criar superioridade no setor; 
  • ficar entre a bola e o gol;
  • evitar tanto a finalização quanto a progressão; 
  • Ao recuperar a bola, afastá-la da zona de maior pressão. 

É isso. O equilíbrio somente irá acontecer se tiver uma série de organizações táticas e estruturais na equipe. Ou seja, um time que não possui ocupação espacial ou ainda racional dificilmente terá equilíbrio e facilitará o trabalho do adversário ao buscar o gol.

*Escrito pelo time Joga com a colaboração dos profissionais João Vítor Wan-zuit e Guilherme Pereira do Núcleo de Pesquisa e Desenvolvimento do Futebol e do Futsal – Universidade Federal de Santa Catarina (NUPEDEFF-UFSC) 

CONHEÇA O APP JOGA